Vídeo

Formação de Professores

Professor Conteudista – Execelência no EAD

Papel do Professor Tutor

Quem é o tutor EAD?

Modelos em EAD

O aluno em Educação a Distância

Competências na Educação a Distância (EAD)

Visão da EAD no Brasil

 

Anúncios

Formação para professores, tutores e alunos na modalidade EAD

Educação a Distância A origem da EAD está relacionada às necessidades de preparo profissional e cultural, configura-se como uma nova possibilidade àqueles que, por vários motivos, não podem frequentar um estabelecimento de ensino presencial. Conforme RASLAN (2009):

(…) a EAD, ao longo do tempo, vem sendo ofertada através de vários meios: correspondência, rádio, televisão e internet; para atender aos mais diversos objetivos: ampliar o acesso à educação em todos os níveis do ensino, formação técnico-profissionalizante, alfabetizar e treinar trabalhadores, promover atividades culturais, capacitar em massa os professores, apoiar as aulas ministradas nos ensinos, fundamental e, médio, expandir e interiorizar a oferta de cursos superiores. (RASLAN, 2009 p.24 e 25)

Desta forma é possível perceber que a EAD surgiu como alternativa para atender às necessidades diversificadas e dinâmicas da educação tendo como suporte os avanços da tecnologia educacional e oferece possibilidades diferenciadas Algumas características da EAD como: a formação permanente, a adaptação, a flexibilidade entre outras proporcionam aos estudantes superação de barreiras existentes nas instituições de educação superior, tais como maior oferta de curso e número de vagas, permanência do indivíduo em seu entorno familiar e profissional, respeito ao ritmo de aprendizagem do indivíduo e construção de autonomia para o estudo, possibilidade de cada usar seus melhores horários.

SILVIA ROBERTA FERREIRA silviarobertaferreira@yahoo.com.br, Licenciada em Filosofia e Pedagogia, Professora da rede municipal de Barroso-MG, tutora do curso de graduação em Pedagogia na modalidade a distância da UFSJ – Universidade Federal de São João del Rei e mestranda em Educação na UFLA – Universidade Federal de Lavras.

EAD

O avanço tecnológico e a globalização da educação e da informação têm trazido novos rumos às Instituições de Ensino e novos desafios aos professores. A sociedade está se adaptando às novas tecnologias e aos efeitos da globalização e vem cobrando destas instituições e dos professores novas atitudes, novos modelos de planejamento e apresentando novas demandas. Um dos principais desafios enfrentados atualmente pelas instituições de ensino e professores é o oferecimento de cursos de graduação a distância. Assim, esse novo contexto exige dos envolvidos uma nova postura tanto em relação à gestão administrativa quanto à pedagógica para o oferecimento de cursos de graduação a distância. Este artigo apresenta uma discussão sobre os desafios que o tutor presencial enfrenta ao assumir esse papel, suas dúvidas e anseios. Além disto, relata a experiência de dois anos da tutoria presencial no curso de graduação de Licenciatura em Matemática na modalidade a distância da Universidade Federal de Pelotas. 2. O Papel do Tutor Segundo Moran (2004) “Uma das reclamações generalizadas de escolas e universidades é de que os alunos não agüentam mais nossa forma de dar aula. Os alunos reclamam do tédio de ficar ouvindo um professor falando por horas,…”. Isso significa que algo está errado e precisa ser mudado. E as mudanças necessárias conduzem a um repensar nos papéis dos envolvidos no processo ensino-aprendizagem. V. 6 Nº 1, Julho, 2008 2 CINTED-UFRGS Novas Tecnologias na Educação na modalidade de Educação a Distância (EAD) os novos papéis se tornam ainda mais evidentes, já que nessa modalidade, segundo Dohmem apud Nunes (1992) a Educação a Distância (Ferstudium) é uma forma sistematicamente organizada de auto-estudo onde o aluno se instrui a partir do material de estudo que lhe é apresentado, o acompanhamento e a supervisão do sucesso do estudante são executados por um grupo de professores. Neste grupo de professores, agora orientadores, estão os professores pesquisadores, formadores, tutores a distância e o presencial. Nessa linha dos novos papéis e com a Educação a Distância surgem novos conceitos. Um desses conceitos, e que ainda não está claro é o de tutoria. A tutoria pode ser entendida como uma ação orientadora global, chave para articular a instrução e o educativo. O sistema tutorial compreende, desta forma, um conjunto de ações educativas que contribuem para desenvolver e potencializar as capacidades básicas dos alunos, orientando-os a obterem crescimento intelectual e autonomia, e para ajudá-los a tomar decisões em vista de seus desempenhos e suas circunstâncias de participação como aluno. (Souza et al., 2007) Segundo Dandolini (2007) o sistema de tutoria deve trabalhar com os seguintes objetivos: auxiliar os alunos na construção autônoma do conhecimento, motivar os alunos para o trabalho cooperativo e colaborativo, auxiliar os alunos a organizarem seus estudos, provocar questionamentos e sanar suas dúvidas. Um sistema de tutoria eficaz permite aproximar todos os sujeitos envolvidos na ação educativa, desde o coordenador do curso até o aluno no pólo. Assim, para termos a garantia de que haja comunicação entre todos os agentes envolvidos no curso, o papel do tutor é imprescindível (Philipsen et al., 2007) pois é ele que está entre os alunos e os professores e coordenação. Segundo Peters (2006) a tutoria entra, então, como uma peça indispensável no processo de orientação dos alunos de um curso a distância. O tutor aos poucos deve fazer com que os alunos percebam o quanto o trabalho colaborativo pode ajudar no processo ensino-aprendizagem. Para auxiliar o aluno nesse processo é necessário que o tutor assuma o papel de orientador e motivador e que o material didático e os métodos utilizados sejam adequados (Buchanan, 2000).

Os desafios de ser tutor num Curso a Distância

Vanderleia Leitzke – Profª M. de Turuçu- vanderleka@hotmail.com

Gertrudes Aparecida Dandolini – UFSC – gtude@egc.ufsc.br

João Artur de Souza – UFSC – jartur@egc.ufsc.br